1984; George Orwell

Literatura universal contemporânea do século XX. Grande Irmão. Localização. Análise de personagens. Final alternativo. Opinião pessoal

  • Enviado por: Carlos Marco Aurelio
  • País: Espanha Espanha
  • 5 páginas
publicidad
publicidad

Autor:

Eric Arthur Blair, mais conhecido como George Orwell, nasceu em Motihari (Índia) em 1903. Cursou estudos em Eton e em 1922 ingressou na polícia imperial de Birmania. Viveu épocas de penúria, como recorda em Sem branca em Paris e Londres (1933), e lutou em defesa da República espanhola durante a guerra civil, experiência da que surgiria Homenagem a Catalunha (1937). Durante a segunda guerra mundial foi membro da Home guard e colaborou também com a BBC. Entre suas obras mais célebres contam-se Rebelião na Granja (1945) e 1984(1949) morreu de tuberculose em (1950)

Título: 1984

Editorial: Austral

Cidade de edição: Barcelona (Espanha)

Ano: 2012

2.- Descreve física e psicologicamente a três das principais personagens

Winston é um homem de uns 39 anos, de aspeto cansado e que tem varices em suas pernas. Está demasiado envelhecido para sua idade devido à ajetreada vida que lhe impõe o Partido. É um homem solitário, sem demasiada confiança em si mesmo, disconforme com o sistema estabelecido. Trabalha no departamento de Registro falsificando o passado. Seus pais e sua irmã pequena desapareceram, possivelmente em uma purga e isto lhe marcou. Tem interesse pelo passado, o que acontecia antes da revolução, já que só se lembra de pequenos detalhes. Tem a dúvida de se sempre o mundo foi assim. Se sempre se viveu assim de mau ou teve outra época anterior na que se vivia melhor. Tem a esperança de que o futuro seja melhor.

Julia é uma jovem de uns 25 anos, atraente, mas não excessiva mente bela, inteligente e segura de si mesma. Tem uma pele branca e cabelo curto. Trabalha no departamento de novela e colabora em une-a anti-sex. Também está na contramão do sistema, mas tem uma maneira diferente à de Winston em estar contra o sistema. Ela diz que há que se aproveitar dele, tentar viver o melhor que se possa já que não sabe se pode ser mudado, nem sequer se pára a pensar em se pode ser mudado. Aparentemente é uma garota instância por seu trabalho e sua colaboração em une-a anti-sex, mas tudo isto a fiz para não levantar suspeitas já que sua vida não tem nada de instância, mais bem todo o contrário. Não se parece em nada ao protótipo de mulher que quer o estado. Conhece o mundo do contrabando de mercadorias, mantém relacionamentos sexuais com homens e quando está em privado se dirige ao partido em um tom despectivo.

Ou´Brien é um homem de uns 50 e tantos anos, de caráter forte, inteligente, com alto poder de convicção, seguro de seus ideais. Tem um alto cargo em sistema estabelecido, mas não muito claro para definir. Ao princípio parece estar na contramão do sistema, ter uns ideais opostos, mas ocultos baixo seu cargo para disimular. Mas resulta ser um dos importantes dentro do sistema que trai a Winston e a Julia. Conhece à perfeição os pensamentos de Winston após estudá-lo durante anos, e tortura-o até que consegue lhe tirar todos seus pensamentos revolucionários e ser um cidadão instância.

3.- Há personagens que poderiam ser qualificado de positivos ou negativos (bons e maus) desde o ponto de vista moral? Cúales são na cada caso?

Os bons seriam Winston e Julia e os maus o partido e Ou´Brien. Os protagonistas desta história, que são duas ?apaixonados? rebeldes, pois estão contra o partido e cometem todo tipo de crimes se arriscando sua vida. Este é um dos argumentos Winston, lutam pela verdade, lutam por um sistema político livre; pela liberdade, por um sistema no que possa ser opinado, achar, amar, falar livremente...

Winston leva até o final suas idéias, mas é vencido pela dor; quando lhe começam a torturar se dá conta de que não é capaz de seguir adiante, acaba achando as ?verdades do Partido? e inclusive delatando a seu grande amor ?Julia?.

Ao final do livro pode ser comprovado que apesar de todos seus esforços para seguir adiante, se rende por causa da dor e deste modo se converte em um cidadão mais. Doravante tanto ele como Julia acharão todo o que o partido diga e obedecerão submissamente ao partido, o qual em um princípio foi objeto de seu imenso ódio. Já não se amarão. Viverão fiéis #lhe ao partido, e isto lhes passará a todos os rebeldes que tentem levar a contrária. Com o qual o partido nunca será derrotado.

Ou´Brien é o ?mau? É membro do INGSOC (líderes do governo totalitario). Vive com todo luxo, podendo desligar seus telepantallas (tem intimidem) e consome alimentos e objetos que para as demais pessoas estão quase proibidas e que só podem ser conseguido no mercado negro; tais como o fumo, o chocolate, etc. Possui graças ao doblepensar suas próprias idéias e pertence ao grupo mais aventajado econômica e intelectualmente... Ao princípio tenta conseguir a confiança de Winston mentindo-lhe, dizendo-lhe que a Irmandade existe, que é membro dela e que tem a oportunidade de integrar na organização. Quando já a consegue o pára e lhe tortura física e psicologicamente até que aceita e ama ao partido.



4.- Em que época e local decorre a obra? Razoa tua resposta

?1984? situa sua ação em um Estado totalitario chamado a Oceania, o qual, foi implantado depois de uma revolução da população contra o sistema capitalista. Dito estado é governado por um único partido, cuja ideologia se denomina INGSOC (Socialismo Inglês). Este, exerce um controle absoluto sobre seus súbditos, através de diversos instrumentos de controle,

5.- Redige um novo final para a história narrada

Julia e Winston encontram-se na parte trasera da loja do senhor Charrington, Julia pôs a esquentar café e há um aroma agradável, Winston começa a ler o livro da Irmandade que anteriormente lhe tinha entregue Ou`Brien. Winston lê-se todo o livro no mesmo dia ficando obnubilado por seu conteúdo com o qual estava completamente de acordo embora não lhe contribuía novos argumentos mas reafirmava os seus. Em umas semanas depois, voltou a ver a Ou`Brien devolveu-lhe o livro e encomendou-lhe a primeira missão no nome da Irmandade, junto a Julia, ambos, tinham que pendurar cartazes nos bairros onde viviam as proles. Os cartazes lançavam mensagens de motivação para que a população se levantasse contra o partido.

Após esta missão e várias mais Julia e Winston o mérito, o esforço, e o valor com o qual enfrentava as missões foi reconhecido, se tinham lavrado um nome em muito pouco tempo dentro da Irmandade, Ou`Brien, o qual estava muito bem colocado no partido, ocupava um posto de alta categoria, recomendou a Julia e a Winston para fazer parte do golpe mais importante da Irmandade, desativar e destruir o grande computador central que era o cérebro do Grande Irmão.

No dia anterior ao grande golpe um camarada da irmandade tinha atascado a tubagem de uma pia próximo do cérebro do Grande Irmão.

Chegou no grande dia, tudo estava preparado para o grande golpe, cinco homens da Irmandade, partiram ao ministério do Amor no qual, na parte inferior do edifício se encontrava o computador principal. Entraram pela porta principal com as acreditações falsas de encanadores, iam ataviados com o macaco habitual com o que iam os servidores públicos do Partido e uma saca de ferramentas na que também levavam explosivos para detonar o computador central. Winston, Ou`Brien, julia e dois camaradas mais baixaram nervosos mas com o pulso firme, seguros do que estavam fazendo pelo elevador, as viagens se lhes fez eterno, a telepantalla situada em uma das paredes emitia uma música relajante que deu confiança aos revolucionários. Chegaram ao andar indicado, sempre recordariam o andar -10. Foram diretos ao banho, não perderam nem um instante, sacaram as ferramentas das sacas e começaram a atirar a parede que estava entre o banho e o grande computador central. A telepantalla observava na parede de defronte, seguia emitindo música relajante. Os cinco homens picaram a dura parede durante uma hora, até chegar à tubagem que tinham que arranjar. A equipe era consciente que completava a metade do plano, a qual levava menos risco, agora tinham que destruir a telepantalla que lhes vigiava e inmolar a parede previamente debilitada, se não conseguiam entrar rapidamente no cérebro e o destruir, em matéria de poucos minutos seriam detentos e assassinados.

Winston colocou uma carga explosiva guardando-se o resto para lançá-la contra o Grande Irmão, com um leve movimento de cabeça vertical aviso a Ou`Brien que estava preparado. 3,2,1? Bum!. Conseguiram-no destruíram ao grande irmão desde dentro, milhares de servidores públicos do partido chegaram rapidamente para pará-los mas já era tarde, a revolução começava e desta vez não ganharia um totalitarismo.

6.-Opinião pessoal:

O argumento do livro gostei muito; Ao princípio o livro pareceu-me algo aburrido, mas à medida que seguia lendo me começou a gostar muito, o que me desagradou foi o final.

Gostava de achar que Winston acabaria de alguma maneira levando a cabo suas idéias, que a Irmandade derrotaria ao Partido, que Winston e Julia se amariam livremente, que já não existiriam aqueles tabus ridículos. Desejava que de alguma maneira o livro tivesse um final feliz; no que a liberdade e a verdade absolutas se atingiam. Desagradou-me o final porque uma personagem como era Winston: empreendedor, que lutava por suas verdades, rebelde... que era capaz de qualquer coisa, com tal de levar suas idéias até o final, e inclusive ser parado e vaporizado, possa ser rendido ante a dor. Ao final comprovei, que Winston não era para nada o valente que queria fazer ver que era. Não era nenhum herói em especial, só um rebelde mais. deixou todos seus princípios e valores atrás e inclusive seu imenso amor por Julia só ao ser submetido a torturas. Quando estava lendo a metade do livro nunca pensei que Winston se renderia, não tão só submetido a torturas. Julia também era rebelde mas não me chamou tanto a atenção seu final, ela não demonstrava nenhum interesse por seus princípios, tudo lhe era indiferente.

Este foi o único aspeto que me desagradou sobre o livro, sei que não tudo é um conto de hadas, ainda assim o final de Winston podia haver sido algo menos triste.