Estados Unidos

FATORES DE RISCO PARA O CANCER

EPIDEMIOLOGIA. Estudo da distribuição e os determinantes de estados ou acontecimentos relacionados com a saúde, em populações especifica e a aplicação deste estudo no controle dos problemas sanitários.

Dentro da epidemiología, um ramo dedica-se, encarrega-se, entre outras coisas do estudo de fatores de risco para o câncer.

1. Fatores genéticos.

Devem-se de modo geral a mutações de um gene ou grupo de genes.

ONCOGEN. Gene decorrente da mutação de um proto-oncogen e que dá local ao desenvolvimento de uma neoplasia.

PROTOGEN. Encarrega-se do crescimento da célula, de multiplicação de células. Se faltam dá local ao câncer.

PROTO Temo-lo todos.

ONCOGEN Mutação que dá local ao câncer.

MAMA E OVÁRIO.

BRCA 1

2 GENES SE MUTAN DÁ LOCAL A CANCER.

BRCA 2

Até um 5%-10% câncer de mama e ovário.

Se mudam BRCA1 e BRCA2 dá local ao câncer de mama e ovário.

BRCA1 50%-85% risco de câncer de mama e 40%-60% risco de câncer de ovário.

BRCA2 50%-82% câncer de mama em mulheres.

6% câncer de mama em varões.

27% câncer de ovário.

  • Conselho genético: Refere-se a ver os riscos genéticos de ter câncer de mama ou de ovário.

Melanoma maligno. Não se detectou, gene ou genes implicados.

Maligno:

  • Asimetría.

  • Bordas.

  • Colos.

  • Diâmetro.

OUTROS SINDROMES.

Síndrome de Lynch. Pode produzir câncer de estomago, de ovários, de rim, de intestino delgado, do sistema nervoso centra e hepatobiliar (hígado ou vias biliares).

MMR. Gene que muta para dar acréscimo de canceres.

Li- Froumeni. Sarcoma, mama, SNC, laringe, pulmão, glândulas suprarrenales e outros possíveis.

MEN I

Neoplasia endocrina múltiplo.

MEN II

MEN I afeta:

  • Hipófisis ou pituitaria.

  • Glândulas paratiroides.

  • Zona páncreas e I. Delgado.

MEN II divide-se em:

  • II A:

        • Tumores de tiroides.

        • Glândulas suprarrenales.

        • Paratiroides.

  • II B:

        • Tiroides.

        • Glândulas suprarrenales.

        • Afetação gastro-intestinal (estomago, intestino).

  • Tumor de Wilms.

  • S.D. de Bloom.

  • S.D. de Gorlin.

  • Neurofibromatosis tipo I e II.

2. Exposição a agentes físicos naturais.

  • SÓLIDOS, GELES.

    • Estudado em animais.

    • Costumam produzir fibrosarcomas.

    • Podem-no produzir os metais, vinilo, etc.

    • Asbesto: Inalação de fibras de asbesto usadas em isolantes ou fabrica.

    • Contaminação indireta por manipulação de roupa do marido.

    • Construção naval.

    • Plantas de energia.

    • Metalurgia.

    • Automoción.

    • Cerâmica e cristal.

    • Teve uma grande preocupação para os anos 60-70, pelo que se modifico a lei de indústrias e construção. Deram-se casos com latencia de 20-30 anos após estar expostos.

        • Produzem câncer de pulmão. Mesoteliomas pleurales que podem ser malignos ou benignos.

        • Mesoteliomas peritoneales.

      As partículas de cobalto e de níquel em suspensão produzem câncer de pulmão ao igual que as partículas aéreas.

    • CAMPOS ELECTROMAGNETICOS.

    • As mudanças de frequência “extremamente baixa” (ELFEMF), podem aumentar ligeiramente a incidência de tumores do SNC e leucemias em trabalhadores. Os estudos são controvertidos. Ultimo grande estudo diz que não há perigo.

    • TRAUMA MECANICO.

    • Causa em se mesmo ou acelerando a transformação de um tecido predispuesto a transformação neoplásica.

      Aparecem tumores cutáneos em locais com queimaduras, infeção/inflamação crônica, cicatrizes, fístulas.

      d) RADIACION.

      A radiação solar UVA, UVB produz câncer de pele, tanto melanomas como basoliomas ou carcinomas epidermoides.

      As radiações ionizantes produzem com muita frequência leucemias e tumores tiroideos mas também outro tipo de tumores.

      Outro caso são os segundos tumores depois de tratamentos com radioterapia de modo geral pouco frequentes e com anos de latencia depois da irradiación.

      Provocam rompimento do DNA.

      • A maioria são revertidas.

      • Se falha o reparo passa a um processo de protooncogen a encolhem.

      • CALOR E FRIO EXTREMOS.

      • As temperaturas extremas podem provocar se são mantidas no tempo situações de inflamação crônica que pode aumentar o risco de câncer.

        Exemplo: esófago por causa de esquente-te

      • SUBSTÂNCIAS QUIMICAS.

      • São os hábitos tóxicos e os fatores dietéticos.

        Fumo:

        • Pulmão.

        • Cavidade oral.

        • Faringe.

        • Laringe.

        • Páncreas.

        • Vejiga.

        • Rim.

        • Esófago.

        Álcool:

        • Hígado.

        • Esófago.

        • Laringe.

        • Faringe.

        • Mama.

        • Cólon.

        • Endometrio.

        Álcool mas fumo produzem efeito sinérgico, acréscimo exponencial do risco de câncer de cabeça e pescoço e de esófago.

      • VÍRUS.

        • Retrovirus e vírus com envolvida.

        • Contêm RNA diploide.

        • Ação de transcriptasa inverso (passa RNA a DNA) e insere-o no hóspede.

        • Este processo associa falhas que alteram o material genético e se produzem tumores.

        • Originam:

          • Linfomas, leucemias.

          • HIV. Que dá local a linfoma não Hodgkin (LNH)

          Herpes vírus tipo 8:

          • Sarcoma de Karposi.

          • Linfoma de células B

          Epstein Bans vírus (EBV):

          • LNH

          • câncer de cerviz.

          • Hepatrocarcinoma.

          • Linfoma-Burlei T

          Hepatite B, C:

          • Hepatocarcinoma.

          Papiloma vírus:

          • câncer de cerviz.

          • câncer de vulva.

          • câncer de pele.

          • câncer de Reeto.

        • PARASITOS.

          • Sdristosoma haematobium produz câncer de vejiga.

    Para acessar o documento na íntegra, nós convidamos você a fazer o download do documento.
    Descarregar
    48 Kb
    Compartilhar este documento :

    Não há comentários para mostrar.

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário

    Criar uma conta

    Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


    Crie uma nova conta

    Entrar

    Já tem uma conta? Faça o login.


    Entrar Agora
    ×