Estados Unidos

TOXICIDAD DA PELE: RADIODERMITIS.

ESTRUTURA DA PELE.

A pele divide-se em três camadas:

  • Epidermis.

  • Dermis.

  • Tecido celular subcutáneo (tecido adiposos).

EPIDERMIS.

Tem ao redor de 30-300 micras de espessura. Monocapa de células basais proliferativas que se divide em estratos:

  • Estrato espinhoso.

  • Estrato granuloso.

  • Estrato corneo.

DERMIS.

Divide-se em:

  • Dermis papilar é microvasculativa.

  • Dermis reticular composta de colagênio e fibroblastos.

  • Nervos, glândulas, microvasos, folículos pilosos.

ETIOLOGIA DA REAÇÃO POR RADIACION.

A pele tem uma HOMEOSTASIS, isto é um equilíbrio entre a perdida por descamación e a proliferação a partir da camada de células basais.

De modo geral, a camada basal prolifera rapidamente, por tanto é particularmente sensível à radiação.

A repoblación da epidermis inteira implica aproximadamente umas quatro semanas.

A radiação dana a capacidade mitótica das células clonogenicas ou stem celb e interfere com a repoblación.

A perdida de células basais começa com doses de 20-25 Gy e é máxima ao atingir os 50Gy.

  • ERITEMA. Vasodilatación e hiperemia da microvasculatura dérmica, com resposta inflamatoria (80-90% pacientes).

  • DESCAMACION. Reflete A perdida superficial de células da epidermis.

  • DESCAMACION HUMEDA. Traduz a ruptura da epidermis e a exposição da dermis, ao afetar mais profundamente a capacidade repobladora da camada basal (10-15% dos pacientes).

A regeneração das áreas de descamación úmida produz-se a partir das células basais sobreviventes e da migração das células da epidermis vizinha.

Em qualquer momento da radiação podemos ter eritema, descamación seca e úmida dentro do campo de tratamento ao mesmo tempo.

A atrofia subcutánea e dérmica produz-se por perdida de tecido fibroso.

  • FIBROSIS. As células em local de atrofiarse, proliferan.

SINDROMES CLINICOS DE REDIODERMITIS.

PRECOCES

TARDIOS

Eritema

Atrofia

Pigmentação

Telangiectasias.

Depilación

Fibrosis

Descamación seca

Necrosis

Descamación úmida

Necrosis

DOSE DE TOLERÂNCIA.

TD 5/5

TD 50/5

55Gy

70Gy

FATORES DE RISCO DE RADIODERMITIS.

  • ÁREAS HUMEDAS Ou DOBRAS. Dobras submamario, axila, cabeça -pescoço, périne e virilhas.

  • FATORES INTRINSECOS.

    • Tipo de pele.

    • Estado nutricional.

    • Idade.

    • Comorbilidad: diabetes, esclerodermitis, anemia, infeções, HIV.

  • FATORES EXTRINSECOS.

    • Dose, energia, fracionamento.

    • Quimioterapia concomitante.

    • Cirurgia prévia.

    • Certas técnicas de tratamento.

      • Uso do bolus.

      • Campos tangenciais em tratamentos de câncer de mama.

      • Campos paralelos opostos onde duas superfícies de pele são próximas: exemplo câncer de laringe.

    EFEITOS ADVERSOS AGUDOS.

    Tabelas de RTGO/EORTC, CTC, NCI e ECOG.

    EFEITOS TARDIOS.

    RTOG / EORTC / NCI / CTC.

    LENT SOMA

    GRAU 0

    Sem mudanças.

    GRAU 1

    Eritema leve e descamación seca.

    GRAU 2

    Eritema tenso ou brilhante e descamación úmida parcheada.

    GRAU 3

    Descamación úmida confluente e fora das dobras.

    GRAU 4

    Ulceracion, necrosis.

    CTC

    GRAU 0

    Nenhuma mudança.

    GRAU 1

    Eritema leve ou descomposição seca.

    GRAU 2

    Eritema moderado a brilhante em descamación úmida, parcheada, confinada a dobras, edema moderado.

    GRAU 3

    Descamación úmida confluente, de diâmetro igual ou maior de 1,5 cm, não confinada a dobras; edema dom forma.

    GRAU 4

    Necrosis da pele ou ulceración da espessura total da dermis, pode incluir sangrado não induzido por trauma menos ou abrasão.

    REAÇÃO DE RELLAMADA POR RADIACION.

    Um paciente trata-se com radioterapia e tempo depois com quimioterapia. Na área que se trato com radioterapia, zona radiada, aparece uma reação sem ser radiado nesses momentos.

    RTOG TARDIOS.

    GRAU 0

    Nenhuma mudança

    GRAU 1

    Atrofia ligeira: mudanças de pigmentação, perdida de vello.

    GRAU 2

    Atrofia moderada.

    GRAU 3

    Atrofia ligeira.

    GRAU 4

    Ulceración.

    SOMA LENT.

    Subjetivo: Sintomas, efeito psicológico.

    Oubjetivo: signos, resposta física.

    Manejo: tratamento requerido.

    A nálisis..

    Para acessar o documento na íntegra, nós convidamos você a fazer o download do documento.
    Descarregar
    48 Kb
    Compartilhar este documento :

    Não há comentários para mostrar.

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário

    Criar uma conta

    Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


    Crie uma nova conta

    Entrar

    Já tem uma conta? Faça o login.


    Entrar Agora
    ×